Indicaçâo de músicas para o bebê

11 de abr de 2018
Uma música, uma melodia, um ritmo e várias emoções!Quem nunca escutou uma música e ficou com vontade de sorrir, dormir, dançar ou até mesmo de chorar? São inúmeras as sensações despertadas por uma simples canção.more Ela pode transmitir sentimentos que nos remetem a muitos significados. Por esse motivo, o som se torna essencial na vida do bebê. Mais que o coração, que os batimentos cardíacos, os movimentos da digestão, mais do que tudo no universo intra-uterino, o principal som que o feto ouve é a voz humana. Desde a vigésima primeira semana da gestação o feto já tem o poder de receber vibrações sonoras. As mães que introduzem músicas ainda com o feto na barriga despertam o bebê, fazendo com que ele reconheça esses sons depois do nascimento. O bebê que foi incentivado a escutar música vai se sentir mais seguro, tranqüilo, confortável, vai mamar e brincar melhor, além de terem um melhor resultado na vida escolar. O fato de escutar uma música, mesmo que passivamente já é um exercício neurológico que vai estimular a oitava região do cérebro, onde fica nosso senso auditivo. Você vai estimular a memória, inteligência, raciocínio, concentração, perspicácia e muitos outros sentidos importantes para o desenvolvimento. Mas para que os pais tenham um momentvo de prazer com esse estímulo, é preciso que gostem da música, que se sintam a vontade e felizes. Por isso, uma ótima opção é a coletânea “Babies Go” . São reinterpretações suaves e instrumentais de vários cantores mundialmente famosos, como: Bom Jovi, Oasis, Michael Jackson, The Beathes, Coldplay, Bob Marley, Madonna, Mozart, Pink Floyd, U2, Vivaldi, Shakira, entre outros grandes cantores. Cada álbum contém mais de treze faixas de cada artista. Vale à pena conferir e passar ótimos momentos de cumplicidade com seu filho. Música é fundamental Por Priscila Mello
Artigo anterior

Tempo de Mulher!

Artigo seguinte

Dicas de passeios e lugares para levar seu filho se divertir em CURITIBA