0 - 3 anos 3 - 6 anos Notícias

Criança tem sinusite?

17 de mar de 2018

Criança tem sinusite?

Sinusite O dito popular, e de até de alguns médicos, de que criança não tem sinusite não é verdadeiro. As cavidades ósseas que estão ao redor do nariz, os chamados seios paranasais ou da face, já estão, em parte, presentes ao nascimento. São inicialmente cavidades pequenas e terão aumento contínuo com o crescimento da criança. Progressivamente os diversos seios da face irão se formar ou desenvolver, mais fortemente a partir dos sete anos de idade e chegando ao tamanho final somente no início da vida adulta. A sinusite na infância, principalmente abaixo dos seis anos de idade, tem sintomas diferentes dos tradicionais sintomas do adulto. Crianças raramente apresentam dor de cabeça e no rosto, como acontece rotineiramente no adulto. Os principais sintomas da sinusite na infância são nariz trancado, secreção nasal catarral ou purulenta e tosse. Isso se explica porque como os seios da face são pequenos geram menos desconforto local, além do fato que o seio frontal, que fica na testa, e o esfenoidal que fica atrás do nariz, só começam a se desenvolver a partir dos sete anos. Como eles são os maiores responsáveis por dor de cabeça, esse sintoma não é comum abaixo desta idade.  A tosse na sinusite ocorre porque a secreção escorre do nariz para a garganta, acontecendo principalmente quando a criança está deitada. A maior causa de sinusite na infância é um quadro de obstrução nasal sem tratamento adequado. Essa obstrução pode ser aguda, ou seja, de pouco tempo de evolução, ou crônica, que já ocorre há vários meses. A obstrução aguda é usualmente causada por infecções virais, como resfriados comuns. Quando os sintomas de um resfriado comum, como tosse e secreção nasal, não melhoram mesmo com o tratamento adequado e duram mais de 10 dias, deve-se sempre pensar em uma sinusite como diagnóstico.  Devemos lembrar que sinusite em crianças pequenas normalmente não causa febre, mesmo sendo uma infecção e devendo ser tratada na maior parte das vezes com antibióticos. Nos casos de nariz tampado há muito tempo, os casos de sinusite podem ocorrer de forma recorrente, ou seja, mais de 3 a 4 vezes por ano. Quando isso ocorre o médico deve investigar a causa da obstrução nasal, descartando que haja rinites que precisam de tratamento ou aumento ou infecções crônicas da adenoide. A adenoide é um tecido de defesa que fica atrás do nariz, e quando aumento pode obstruir sua passagem. Em casos de sinusite aguda o pediatra deve iniciar o tratamento e monitor a evolução do paciente. Já em casos crônicos e recorrentes o médico otorrinolaringologista deve ser consultado para orientar o tratamento dos fatores causadores do problema. Por Rodrigo Guimarães Pereira
Artigo anterior

Bebês especiais e a necessidade da estimulação precoce

Artigo seguinte

Gestante ao volante!