6 - 12 anos Notícias

Vacina contra o HPV

14 de maio de 2018

Vacina contra o HPV

vacina_HPV O HPV (papiloma virus humano) é um vírus que afeta pele e mucosas de homens e mulheres causando verrugas genitais ou lesões que se não tratadas, podem evoluir para câncer de colo de útero, vagina, vulva e pênis. Existem mais de 100 tipos de HPV. Cerca de 15 destes podem estar associados com estas doenças. Nem todas as pessoas infectadas pelo vírus desenvolvem a doença. Os vírus dos tipos 6 e 11 são mais frequentemente associados às verrugas genitais e os tipos 16 e 18 com o câncer genital. A infecção pelo HPV ocorre em todos os continentes, em todas as classes sociais, infectando homens e mulheres, principalmente jovens. O risco se apresenta com o início da atividade sexual e permanece por toda a vida. A infecção por HPV pode ser assintomática ou de manifestação subclínica, sendo que a maior parte das pessoas não sabe que foi infectada. A transmissão do HPV ocorre através do contado de pele a pele durante a relação sexual sem preservativo ou no compartilhamento de objetos de uso íntimo. A melhor maneira de prevenção da infecção pelo HPV é a aplicação da vacina antes do início da atividade sexual nas meninas e meninos. As vacinas, aplicadas por via intramuscular em três doses, são preventivas, tendo como objetivo evitar a infecção pelos tipos de HPV nelas contidos. No Brasil foram aprovadas pela ANVISA duas vacinas: uma quadrivalente que protege homens e mulheres contra infecções relacionadas aos tipos 6, 11,16, 18 (câncer e verrugas). A outra vacina bivalente que protege infecções contra tipo 16 e 18 (somente contra o câncer). As mulheres não vacinadas ou já infectadas devem realizar periodicamente o exame ginecológico e fazer o exame preventivo. Quando essas alterações que antecedem o câncer são identificadas e tratadas, é possível prevenir a doença em 100% dos casos. Não há tratamento específico para eliminar o HPV. O tratamento das lesões clínicas deve ser individualizado. O Ministério da Saúde realizará a vacinação a partir de março deste ano de meninas entre 11 e 13 anos com a vacina quadrivalente, com aplicação das duas primeiras doses e uma terceira dose a ser aplicada cinco anos após a primeira.   Parceiros da Revista: - A Papira Gráfica Online, parceira a 04 anos da Revista, faz toda impressão das edições e distribuição para todo o Brasil de nossos exemplares. Na área gráfica, a Papira é destaque na venda de cartão de visitaflyerspanfletosfolhetoscadernos personalizados e materiais gráficos em geral.
Artigo anterior

Infecção Urinária e Gravidez

Artigo seguinte

Top 5 do verão 2015 para gestantes