0 - 3 anos Notícias

Você sabe o que dispneia?

2 de mar de 2018

Você sabe o que dispneia?

dispneia   A gravidez produz inúmeras alterações importantes na fisiologia da respiração. Mudanças mecânicas, como o aumento do volume uterino, e metabólicas como a alcalose respiratória, alteram a função respiratória. Em razão destas alterações, mais de 60% das gestantes que nunca apresentaram doenças respiratórias, podem ter dispneia. Esse fato é muito comum e não há motivos para preocupação se não vierem acompanhados por febre. Se ocorrer acompanhado de outros sintomas, é importante procurar um médico. A dispneia é uma dificuldade respiratória, um desconforto e uma falta de ar bastante comum ao longo de toda a gestação, sendo que nos estágios finais, o útero começa a pressionar o diafragma contra os pulmões, e a sensação de falta de ar fica mais frequente, em especial se o bebê está mais para cima da barriga. Ela geralmente não restringe as atividades da gestante. Todos estes sintomas são normais, por isso a futura mamãe não precisa se preocupar com relação a isso. É válido lembrar que, geralmente, este incômodo na respiração não impede ou restringe as atividades rotineiras da gestante e nem as atividades físicas e exercícios realizados. Esta falta de ar, ou respiração incompleta, ocorre em razão da dilatação dos vasos sanguíneos, que durante o período da gravidez, se dilatam por causa do trabalho elevado do coração. Além disso, pode ser causada também pela diminuição do oxigênio do ar ambiente; diminuição da capacidade do sangue transportar oxigênio, diminuição da circulação do sangue; diminuição da difusão do oxigênio das vias aéreas para o sangue e obstrução das vias aéreas. Na maioria das gestantes pela primeira vez, o bebê "encaixa" na pelve por volta de 36 semanas. Com isso, a barriga fica mais baixa e a falta de ar costuma melhorar. Não há um tratamento certo para a falta de ar durante a gestação. Existem algumas condições que podem ajudar a melhorar o conforto de respirar, pois geralmente é causada por fatores fisiológicos. Um deles é procurar manter o peso ideal para o período e realizar atividades físicas. Procurar por uma posição confortável para dormir também pode ajudar. A futura mamãe deve ficar bem tranquila, pois a dispneia não afeta o bebê. O pequeno irá receber o oxigênio de que necessita para se desenvolver. Seu sistema respiratório se adapta durante a gravidez para que seu corpo processe o oxigênio com mais eficácia.   more Parceiros da Revista: - A Papira Gráfica Online, parceira a 04 anos da Revista, faz toda impressão das edições e distribuição para todo o Brasil de nossos exemplares. Na área gráfica, a Papira é destaque na venda de cartão de visita, flyer, panfleto, folheto e materiais gráficos em geral.
Artigo anterior

Conversando com o bebê ainda na barriga!

Artigo seguinte

A importância de dizer não