Como amamentar

18 de jun de 2018
A amamentação é um processo de aprendizado entre mãe e bebê nos primeiros dias de vida. Existem diferentes orientações e condutas referentes à amamentação e o mais importante é seguir a orientação do seu médico, pediatra ou profissional capacitado no atendimento à amamentação.more Algumas dicas: 1. Você e seu bebê precisam de conforto e tranqüilidade nesse momento. Procure uma posição confortável. Seja qual for a posição escolhida, o bebê deve ficar encostado em seu corpo e a cabeça apoiada em seu braço, para levá-lo facilmente ao seio. Cuidado: o corpo do bebê não deve ficar na posição horizontal, pois dificulta a pega favorecendo o aparecimento de dor e fissuras; segure o bebê de maneira que fique com a cabeça mais elevada que o resto do corpo. 2. O bebê tem de estar calmo e em alerta; 3. Lave bem as mãos antes de cada mamada. 4. Não use álcool, água boricada ou qualquer outro produto para limpar as mamas, pois elas não precisam ser limpas entre as mamadas. Após a mamada, para proteger a pele contra fissuras, pegue algumas gotas de leite passe sobre os mamilos e deixe secar. 5. Antes de colocar o bebê no peito, verifique se a aréola está macia e o bico flexível. Se estiver, comece a amamentar. Se não, retire um pouco de leite até ficar macia. Faça assim: faça pressão com os dedos polegar e indicador sobre a região areolar. Você vai perceber que o leite vai sair sem muito esforço. Se quiser guardar, coloque em um copo limpo, depois guarde na geladeira. O leite deve ser aquecido somente em banho-maria e não deve ser fervido. Não dê mamadeira ao bebê. Se precisar, dê em colherinhas. 6. Depois de escolher a melhor posição, faça um “C” unindo os dedos de uma das suas mãos e o inverta. O polegar deve ficar na porção superior da mama e os outros dedos unidos, na porção inferior. A boca do bebê deve estar alinhada ao mamilo; 7. Espere o bebê abrir bem a boca e leve-o na direção da mama; 8. Espere o bebê sugar algumas vezes e solte a mão que apoiava a mama; Cuidado para a mama não tapar o nariz do bebê. 9. O bebê precisa abocanhar a maior parte da aréola. Na pega correta, os lábios dever estar voltados para fora como uma “boca de peixe”. Os músculos da face precisam realizar o movimento de ordenha; 10. Dar as duas mamas durante as mamadas, esvaziar uma, depois dê a outra. 11. Para retirar o bebê da mama, coloque o dedo mínimo no canto da boca do bebê e aperte levemente. Ele se soltará. Coloque o bebê no seu ombro para arrotar após mamar em cada peito mas, ele só o fará se tiver ingerido ar durante a amamentação. 12. No início é recomendado amamentar o bebê de 8 a 10x/24h. Eles mamam cerca de quinze a vinte minutos em cada peito, mas a duração da mamada varia de bebê para bebê. 13. Você deve iniciar o aleitamento pelo seio em que a criança mamou por último. Isso permite que os dois seios sejam esvaziados por igual, recebam a mesma quantidade de estímulos e tenham uma produção regular de leite. 14. Use sutiã adequado, de algodão, deve ser bem firme e com alças curtas para sustentar bem as mamas. Você deve usá-lo até para dormir enquanto estiver amamentando. Quando lavá-lo, retire bem todo o sabão para que não dê alergia no bebê. 15. Não se aconselha empurrar o bebê contra a mama, muito menos a sua cabeça, desencadeando um reflexo de “fuga à asfixia”, ou seja, o bebê fica com medo de se sufocar e acaba por não mamar. Assim muitas mães acreditam que o bebê não quer mamar, o que não é verdade. É recomendado a amamentação exclusiva por 6 meses e, após esse período deve-se introduzir, paralelamente, novos alimentos. Se for necessário optar por outra forma de alimentar seu bebê, procure conhecer as vantagens e desvantagens de cada opção para sentir-se segura. E lembre-se o acompanhamento com pediatra é fundamental. Fonte: http://www.guiamamaebebe.com.br
Artigo anterior

Cuidando do bebê até que sua mulher chegue em casa

Artigo seguinte

A segurança no quarto de seu bebê