Benefícios do ensino de uma língua estrangeira já na educação infantil

28 de maio de 2018

Benefícios do ensino de uma língua estrangeira já na educação infantil

kids   Nos primeiros anos de vida o desenvolvimento ocorre de forma intensa, portanto, quanto maior a estimulação recebida por uma criança, maiores serão suas possibilidades de adaptação e aprendizagem por toda a vida. A criança pequena aprende através das sensações e do movimento, consequentemente quando pensamos na introdução de uma segunda língua, estamos oportunizando que esta mensagem auditiva se processe significativamente, tornando o aprendizado de uma segunda língua natural, tão assimilado como a língua materna. No KIDS, a partir dos três meses de vida o contato com a língua inglesa ocorre de forma lúdica, através de músicas, brincadeiras e histórias. A criança é apresentada ao idioma de forma natural. Já, a partir dos três anos de idade, em 50% do tempo que criança frequenta a Escola, as atividades realizadas ocorrem integralmente em inglês, tornando este aprendizado tão espontâneo e consistente. A imersão da criança em um ambiente que proporcione atividades cotidianas e lúdicas, realizadas por uma equipe preparada pedagógica e afetivamente possibilitará o desenvolvimento cognitivo de forma global. No berçário, as atividades incluem músicas, teatro, filmes e brincadeiras, realizadas em momentos determinados, no ambiente natural dos bebes, com toda a conversação ocorrendo em inglês. Ao sair do berçário, o planejamento pedagógico proporcionará gradativamente o aumento das vivencias realizadas em inglês. Este planejamento poderá contemplar atividades de música, teatro, filmes, jardinagem, culinária, entre outros. Dos três aos cinco anos, com a proposta bilíngue, o currículo será trabalhado em português e em inglês de forma integral, com atividades de vida diária, socialização, comunicação e aprendizagens sistemáticas. Na educação infantil, independentemente da idade, deve-se oportunizar às crianças atividades nas quais elas possam tocar, sentir, visualizar o que está sendo apresentado, utilizando seu corpo em movimento e suas experiências dentro da Escola. No período da manhã, desde a recepção das crianças até o encerramento do almoço, toda a comunicação verbal ocorre em inglês, obviamente com apoio em português quando este é necessário. E, no período da tarde, o currículo é apresentado em português, sendo que ainda há momentos específicos para que as crianças correlacionem ambos os idiomas, estando em contato com profissionais que se comunicam apenas em inglês. No caso de crianças estrangeiras, a Escola faz adaptações ao currículo em português e/ou em inglês para que a imersão ocorra da mesma maneira que com crianças brasileiras aprendendo o segundo idioma. Toda a aprendizagem apresentada afetivamente é assimilada com maior eficácia, sendo fundamental que a língua inglesa faça parte do cotidiano da criança. No KIDS, com a comunicação realizada integralmente em inglês metade do período, esta aprendizagem contextualizada será incorporada nas crianças para toda a vida. Qualquer conteúdo apresentado às crianças deve ser colocado de forma lúdica, despertando o interesse delas, permitindo que experienciem através das sensações e do seu corpo, com o professor como mediador do seu aprendizado. É importante que o professor esteja preparado para adaptar seu planejamento de acordo com a faixa etária dos seus alunos e com o tempo de aprendizagem de cada um deles, por isso, trabalhar com pequenos grupos proporciona esta personalização da proposta pedagógica e contribui para um aprendizado de qualidade. A Escola deve funcionar como um prolongamento das aprendizagens ocorridas na família. A continuidade das experiências ocorridas na Escola em todos os sentidos, inclusive na língua inglesa, permitirá que a aprendizagem seja completa. Os familiares também podem contribuir para este aprendizado, apresentando a língua de diversas maneiras, através de brinquedos sonoros que emitam sons em inglês, de filmes e desenhos animados sem a tradução para o português, livros e atividades em inglês, inclusive utilizando a comunicação entre os membros da família. Uma boa ideia é estipular um dia da semana para que todos falem em inglês dentro de casa. É muito importante que a criança perceba que outras pessoas falam inglês e que este idioma também está presente em outros ambientes, desta forma, ela se encoraja a testar seu aprendizado, podendo demonstrar maior interesse em aprender. Crianças que tenham contato com o inglês fora da Escola, especialmente quando apresentado fluentemente em família, filmes e/ou viagens, terão a possibilidade de se expressar em inglês da mesma forma que seu idioma-mãe. Maria Helena Jansen de Mello Keinert – Psicóloga da Infância e Adolescência, especialista em Autismo, Diretora da Clínica Self, da Self Center Espaço Terapêutico e do KIDS Centro Educacional. Renata – Psicóloga com formação em Terapia Cognitivo Comportamental, Pedagoga e Diretora do KIDS Centro Educacional, formada pelo Phil Young’s School.     more Parceiro: - A Papira Gráfica Online, parceira a 04 anos da Revista, faz toda impressão das edições e distribuição para todo o Brasil de nossos exemplares. Na área gráfica, a Papira é destaque na venda de cartão de visita, flyer, panfleto, folheto e materiais gráficos em geral.