Criando filho homem, sem a presença do pai

11 de jun de 2018
“Criando filho homem, sem a presença do pai” auxilia milhares de mães que criam filhos sozinhas. O livro chega num momento histórico em que, de cada três crianças que nascem, duas são de mães solteiras. Metade dos primeiros casamentos acabam em divórcio e a porcentagem de segundos casamentos que fracassam é ainda maior.more “Criando filho homem, sem a presença do pai” responde a questionamentos “como: qual o meu papel como mãe que cria sozinha um filho?”; “como ter certeza de que meu filho está seguro quanto à sua identidade masculina?”. De acordo com os autores, Richard Bromfield e Cheryl Erwin, a função de criar um filho homem sozinha exige muito da mulher, mas a recompensa final é diferente de qualquer outra – um filho equilibrado, ajustado dentro de seu papel de homem e pronto para os desafios da vida. O livro apresenta a sabedoria de pessoas experientes aliada à compreensão do contexto da vida moderna e isto a ajudará a abordar questões difíceis relativas a filhos de qualquer idade. O livro aborda dicotomias como ligação e separação; dependência e autonomia e limites e privacidade. Os autores exploraram métodos de formação do caráter, da resiliência e da identidade. Além disso mostra como encontrar maneiras de cultivar atitudes salutares em relação a mulher e sexo, de incentivar o sucesso educacional e profissional e de tirar partido da influência de seus amigos homens. “Criando filho homem, sem a presença do pai” ajuda a mãe a descobrir, ainda, maneiras de cuidar melhor de si mesma. De acordo com os autores, este “talvez seja o aspecto mais negligenciado da mãe que cria um filho sozinha”. Por fim, a obra orienta a mãe a se preparar para o dia em que terá que deixar seu filho adulto partir para se tornar um homem. www.mbooks.com.br
Artigo anterior

Guia prático da mamãe de primeira vez

Artigo seguinte

Cuidando do bebê até que sua mulher chegue em casa